O horário de verão e a sua alimentação. ~ Forno, Fogão e Cia Consultoria Gastronômica Chiarini Culinary Consultants Brasil

13/10/2016

O horário de verão e a sua alimentação.

Rimou não é?

Pois bem, todos nós temos um relógio interno que nos avisa quando algo estar errado ou fora de sintonia, nosso metabolismo é antes de mais nada um grande amigo a qualquer hora e, ele é diretamente afetado por diversas condições climáticas e de tempo, como no caso a mudança de horários em nossas vidas.

O horário de verão foi adotado pela primeira vez no Brasil em outubro de 1931, desde então, veio sofrendo diversas adaptações até a sua atual formatação que abrange apenas parte do território nacional e não ele todo como na versão original do decreto que o instituiu. Os estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste farão o ajuste a partir das 00:00 horas do próximo Domingo dia 16/10 e os relógios deverão ser adiantados em uma hora, entretanto, a mudança não é apenas no relógio físico com o ajuste dos ponteiros, mas também, nos hábitos diários, inclusive em nossa alimentação.

O metabolismo é sentido em cada um de nós de maneira muito particular e nos leva a crer que devido ao seu longo período, o horário de verão acaba sendo absorvido aos poucos com poucas alterações, mas, é necessário ajustar nossa alimentação para podermos manter nossa qualidade de vida.
Alimentos frescos e mais leves devem ser colocados em nosso cardápio diário e introduzidos de maneira gradativa, podemos nos espelhar na natureza que nos ensina quais são as frutas, legumes e verduras da época e começar a nos alimentar com elas também, pois, além de mantermos a saúde em dia essa atitude faz bem ao bolso, uma vez que haverá maior oferta desses produtos e consequente baixa nos preços.

Os restaurantes que trabalham com cardápios sazonais acabam levando grande vantagem durantes esses períodos, pois, ofertam alimentos de época e mudam constantemente suas receitas, isso, além de atrair um maior número de clientes, ajuda a manter os custos operacionais baixos e o giro alto, além é claro, de proporcionar uma alimentação mais saudável. Cardápios sazonais são de fácil implantação e requerem estudo e trabalho de pesquisa que pode ser feita através dos fornecedores e de visitas constantes as feiras livres, aliás, um excelente campo de pesquisas.

O restaurante deverá ter além da oferta no cardápio, as fichas técnicas elaboradas para cada receita e as adaptações necessárias nos processos de manipulação dos alimentos, além do cuidado de treinar e capacitar sua equipe para lidar com os novos elementos, as condições de armazenamento e serviço deverão estar adequadas ao novo cardápio, equipamentos de cocção e refrigeração devem passar por manutenção para poderem ser adaptados com mais facilidade, pois, durante o período em que trabalhamos com o horário normal e onde as temperaturas são mais baixas, esses equipamentos acabam tendo seu funcionamento alterado.

No salão é importante manter a limpeza mais constante e deixar o local bastante arejado, a boa circulação de ar e o clima mais ameno e natural auxilia aos clientes a ter uma ótima experiência gastronômica e a levar seus pratos pelas redes sociais com imagens deliciosamente impressionantes.
As combinações de saladas e proteínas ficam em alta e faze-las atrai os comensais a querer experimenta-las, bebidas frescas e sucos naturais estimulam e ajudam o nosso metabolismo a absorver melhor os alimentos e os novos, clima, horário e hábitos.

Manter uma alimentação saudável e balanceada durante o horário de verão melhora o metabolismo e a forma como absorvemos essas mudanças.

Se seu restaurante está interessado em implantar cardápios sazonais e efetivar essas mudanças consulte-nos.