O Brasil de todos os sabores. ~ Forno, Fogão e Cia Consultoria Gastronômica Chiarini Culinary Consultants Brasil

20/08/2015

O Brasil de todos os sabores.

Entre nozes, raízes, castanhas, folhas e frutos, há uma imensidão de sabores que são descobertos em cada pequeno experimento na cozinha, o Brasil carrega no DNA de seu povo essa inquietude do desbravador, que sai em busca de tudo o que é novo. Um sabor, um aroma, uma textura, uma forma de empregar aquele ingrediente de maneira ainda não testada que desvenda as delícias da nossa terra.

Cada povoado descobre em sua fonte de cultura culinária esses sabores e os coloca a disposição de quem é de fora, seja um simples viajante em busca de comida e dormida durante sua jornada, seja aquele que é tão inquieto quanto o desbravador local e que foi descobrir em outros lugares algo diferente para enriquecer suas experiências.

O território brasileiro dividido em cinco regiões, nos dá uma boa ideia do que uma jornada de descobertas gastronômicas pode fazer a quem tiver disposição o bastante para caminhar de cidade em cidade, aprendendo o que cada povo cultiva, colhe e usa em sua cozinha, é aí que moram os verdadeiros segredos da boa gastronomia regional brasileira, já um pouco conhecida pelo mundo.

Do Norte as folhas raízes e frutos da imensa amazônia que fascina quem a visita e faz com que fique o "gostinho de quero mais", marcando como numa tatuagem, um data para a volta que será sem o compromisso de ir embora.

De lá, boa parte da culinária local já tomou conta de algumas das melhores cozinhas do país e tem sido levada para o mundo deixando aqui o seu lugar especial onde tudo acontece de maneira inigualável.

No Nordeste o contato com o mar e com o sertão coadunam um contraste quase impossível de se pensar, onde as combinações de terra e mar deixam de ter fronteiras e passam a conviver em perfeita harmonia, dos frutos da terra como a mandioca e o jerimum que combinados com os frutos do mar abundantes na região, nascem joias deliciosas que serão experimentadas por quem estiver lá pronto e ávido a tentar um novo sabor, uma nova textura. Há também as influências dos descobridores e povos distantes que deixaram aqui um pouco de sua cultura, muito dessa influência se enraizou na culinária e se tornou essencial para dizer que: "se você passou por aquele local e não comeu certo prato, você não esteve lá".

O Sul região de disputa entre povos de dentro e de fora do Brasil, se tornou o lar das boas carnes assadas no fogo de chão, tradição gaúcha que já atravessa séculos e que faz até o viajante mais desavisado se apaixonar pelo gosto amargo da erva-mate combinada com a doçura das gorduras das carnes assadas lentamente no espeto.

Centro-Oeste a região mais intensa na sua força natural, lá se lida com as intemperes de forma única e com a natureza avisando ao campeiro o que vai acontecer em seguida, de cheias a secas, de pasto a alagado e de noite iluminada a sol a pino, essa região é ainda pouco explorada nos seus gostos e cheiros, mas, contém uma riqueza sem igual porque combina sabores vindos das outras regiões, com o que é tirado das suas mais antigas fontes de alimentos através de suas sementes, nozes, frutos e castanhas, algumas delas já redescobertas, como o Baru, para a alegria do povo de lá.

O Sudeste, o caldeirão de todas as culturas gastronômicas do país, capaz de reunir sabores de Norte a Sul sem distinção e combina-los de maneira inusitada, juntando o dendê do Nordeste com o charque do Sul em um prato só ou ainda, o pequi do Cerrado Centro-Oeste com a pururuca Mineira, bem característica do Sudeste.

Não importa onde esteja, nesse país, é possível descobrir em cada refeição o Brasil de todos os sabores.