O BARATO SAI CARO! ~ Forno, Fogão e Cia Consultoria Gastronômica Chiarini Culinary Consultants Brasil

24/03/2014

O BARATO SAI CARO!

O ditado popular é verdadeiro, quantas vezes você pensou em reformar, e modernizar o seu estabelecimento e acabou deixando a ideia de lado depois de ver o custo?
O fato é que não fazer nada também pode custar caro, hoje em dia a fiscalização de estabelecimentos que oferecem alimentação fora do lar, está cada vez mais forte e tem a ajuda dos próprios clientes que denunciam tudo que está errado.
Dependendo do tipo de negócio, se um restaurante ou uma padaria por exemplo, uma reforma pode custar algo em  torno de 2,5 mi de reais e demorar mais ou menos de 1 ano e meio à 2 anos para ficar pronto no entanto, o resultado é um estabelecimento novo, com todas as possibilidades de conquistar novos clientes, ser o destaque do bairro, estar dentro das normas exigidas pela legislação, com produtos atraentes que podem trazer o dobro ou até o triplo do faturamento anterior.
Comparado ao custo de multas, interdições, paralizações, processos administrativos, novas licenças ou até o fechamento por tempo indeterminado imposto por uma autuação, investir em uma reforma ou adequação e aguardar o tempo certo para reabrir com tudo em cima, é muito mais vantajoso do que se esconder atrás do "não fazer nada barato" que acaba saindo bem caro.

Uma fiscalização pode acabar com seu negócio definitivamente e o barato de não fazer nada ou fazer uma coisinha aqui e outra ali, se torna um tormento quase impossível de se contornar.
Uma reforma ou adequação correta, pode trazer novos horizontes ao estabelecimento, elevando o nível perante aos clientes, atraindo novos, trazendo o negócio a modernidade, tornando seu negócio tão visível que pode derepente aparecer em uma revista especializada ou em um destes guias, mudando você e seu estabelecimento completamente.
Existem diversas formas de começar estes investimentos e muitas vezes o empresário não conhece ou já pensa "é caro" e acaba esperando para juntar dinheiro e aí então mexer, esta opção requer além de um planejamento gigantesco que precisa ser revisto todo mês, a garantia de uma economia e faturamento estáveis que possam ser usados em uma projeção futura de gastos.
Recorrer a um financiamento pode ser mais rápido mas, precisa de atenção ao contrato para não tomar um susto com juros.
Seja lá de qual forma for a escolha, o certo que ainda assim sairá mais barato do que ter seu estabelecimento fechado por uma fiscalização, antes que isso aconteça, comece a pensar e a agir, peça ajuda de um consultor, faça um planejamento junto com este profissional, poder ser que hajam saídas para dar inicio a um projeto sem ter que investir fortunas.
Somos especializados em consultoria para estabelecimento de alimentação fora do lar. Consulte-nos!